1996 - A tempestade (ou o livro dos dias)
Fonte: wikipedia


Download do Álbum
 


      Abaixo, as letras e os vídeos

01. Natália
02. L'Aventura
03. Música de Trabalho
04. Longe do Meu Lado
05. A Via Láctea 
06. Música Ambiente
07. Aloha
08. Soul Parsifal
09. Dezesseis
10. Mil Pedaços
11. Leila
12. 1o. de Julho
13. Esperando por Mim
14. Quando Você Voltar
15. O Livro dos Dias
 

 


 

A Tempestade (ou O Livro dos Dias) é o sétimo disco da banda brasileira de rock Legião Urbana. Foi gravado entre janeiro e junho de 1996, e lançado no dia 20 de setembro de 1996. É o último disco lançado pelo compositor e cantor em vida. Foi planejado para ser um disco duplo (junto ao póstumo Uma Outra Estação) mas a gravadora recusou a proposta. Conta também com a participação de Carlos Trilha, tecladista de Renato em seus álbuns solo.

Formação

  • Renato Russo (vocal, baixo e violões)
  • Dado Villa-Lobos (guitarras)
  • Marcelo Bonfá (bateria)
  • Carlos Trilha (teclados)

 Curiosidades

  • Segundo entrevista de Renato, o álbum foi lançado com dois nomes porque, enquanto ele preferia "A Tempestade", Bonfá preferia "O Livro dos Dias". Apesar dos dois nomes, apenas A Tempestade aparece na capa. Este nome também é uma referência a última peça de William Shakespeare, denominada também A Tempestade.
  • A faixa "Dezesseis", além de citar Janis Joplin, Led Zeppelin, Rolling Stones e os Beatles, também cita uma música destes últimos: Strawberry Fields Forever.
  • A faixa "1º de Julho" fora feita por Russo para Cássia Eller, que a gravou no disco Cássia Eller, em 1994. Foi gravada durante as sessões de gravação de The Stonewall Celebration Concert, primeiro disco-solo do cantor, em 1994.
  • A faixa "Soul Parsifal" foi composta por Renato juntamente com Marisa Monte.
  • Grande parte dos arranjos estava pronta desde o fim de 1995. A maioria das letras foi escrita em 1996, durante os primeiros sintomas da doença de Russo.
  • A Via Láctea foi a música de trabalho do álbum, executada desde o fim de Agosto de 1996 (o disco seria lançado ainda no dia 21 de Setembro). Foi a única canção em que Renato chegou a gravar a voz definitiva.
  • As outras canções (com exceção de 1º de Julho, gravada em 1994) contam apenas com a voz guia. Renato não quis gravar as outras vozes definitivas.
  • Foi o primeiro álbum produzido pelo guitarrista Dado Villa-Lobos, embora o crédito também leve o nome da banda: "Produzido por Dado Villa-Lobos e Legião Urbana".
  • O album foi lançado com capa de papelão (nos mesmo formato do "Equilibrio Distante"). Mais tarde, o álbum passou a ser vendido na caixinha tradicional, de plástico. A foto de Villa-Lobos foi alterada.
  • Renato Russo se recusou a tirar fotos para este disco. Em seu lugar, foi aproveitada uma foto feita nas sessões de Equilibrio Distante, segundo disco-solo do cantor. É a única foto oficial de álbum da Legião onde o Renato aparece de barba.
  • Não constam agradecimentos e nem as frases Ouça no Volume Máximo e Urbana Legio Omnia Vincit, presentes em todos os discos. Foi escolhida uma frase do escritor modernista brasileiro Oswald de Andrade: "O Brasil é uma república federativa cheia de árvores e gente dizendo adeus".

 

 Página principal